Produtos Veículos
ORÇAMENTO0 produtos

Notícias automotivas


COMPARTILHE

QR Code

Visualize em seu smartphone, tablet ou dispositivo móvel com a leitura do QR Code.


Dúvidas? Entre em Contato

BOSCH DÁ DICAS DE MANUTENÇÃO DE VELAS DE IGNIÇÃO

T- T T+

13/06/2006 21:05:15

Se você tem dificuldades na hora de dar partidas, tem falhas na aceleração, aumento do consumo de combustível e perda de potência, fique esperto porque estes são sintomas de que está na hora de trocar o de velas de ignição do seu veículo.

A função desta peça é introduzir energia na câmara de combustão dos automóveis para iniciar o funcionamento do motor. Isso acontece a partir de faíscas elétricas geradas pelos eletrodos dispostos na extremidade das velas.

O carro pode começar a apresentar falhas no sistema de injeção quando os eletrodos estão danificados. Há vários fatores que contribuem para a deterioração das velas, mas o mais comum são os combustíveis de má qualidade que diminuem a vida útil das peças e podem causar, entre outras coisas, o super aquecimento das velas e a carbonização dos eletrodos.

Outros fatores também contribuem para a perda de eficiência das velas como: filtros de ar e combustíveis sujos, motor funcionando em baixa rotação por tempo prolongado, ponto de ignição atrasado ou adiantado, e válvulas injetoras defeituosas, entre outros.

Quando fora das especificações adequadas, essas peças contribuem para aumentar o consumo de combustível, o nível de emissões de poluentes, além de gerar falhas no sistema de ignição do veículo. Para evitar esses problemas, é recomendado que as velas de ignição sejam avaliadas após 20 mil Km rodados e que sejam trocadas conforme indica o manual do fabricante do veículo. Na checagem das velas, o reparador deve utilizar um calibrador para se certificar de que o espaço entre os eletrodos está dentro das especificações de fabrica.

A aplicação de velas diferentes das indicadas pela montadora também podem diminuir o tempo de vida útil do produto e causar problemas nos automóveis. Os motores a álcool e Flex Fuel, por exemplo, exigem que sejam utilizadas “velas frias” – especialmente projetadas para trabalhar em contato com o álcool, combustível que é mais corrosivo que a gasolina e cuja queima resulta em maior calor na câmara de combustão. Já os motores a gasolina devem usar as chamadas “velas quentes”.

Para garantir o pleno funcionamento do motor, é necessária a manutenção dos sistemas de injeção e ignição seja feita regularmente - troca de filtros, verificação do estado das válvulas injetoras, da bomba de combustível, dos cabos e da bobina de ignição. Também é indicado que todas as velas de ignição do motor sejam trocadas juntas e sempre seja utilizado combustível de boa procedência.

Fonte: Ag. NMA
14/06/2006

Ar Condicionado

A HDS não efetua venda direta ao consumidor!
Top of page Top
Desenvolvido por iGRO