Produtos Veículos
ORÇAMENTO0 produtos

Notícias automotivas


COMPARTILHE

QR Code

Visualize em seu smartphone, tablet ou dispositivo móvel com a leitura do QR Code.


Dúvidas? Entre em Contato

OFICINA AMBIENTALMENTE SUSTENTÁVEL. EXISTE?

T- T T+

WebMotors – Produzir e gerar lucro sem agredir o meio ambiente é uma questão que está em pauta na gestão das empresas já há algum tempo. Apesar dos movimentos neste sentido serem recentes na história da humanidade, a sociedade já caminha, ainda que timidamente, para um modelo mais sustentável. As oficinas entram agora neste cenário, pois, como qualquer companhia, têm sua parcela de contribuição para a poluição ambiental.

Antes de falar da necessidade que o setor de aftermarket e de reparação tem de desenvolver uma “consciência ambiental”, quero voltar um pouco na história porque precisamos enxergar o contexto no qual vivemos atualmente. Creio que a memória mais recente que temos sobre o assunto foi a ECO 92 (Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento), de grande importância para a consolidação do conceito de desenvolvimento sustentável e para a conscientização dos problemas relacionados ao meio ambiente.

O principal documento assinado no importante encontro foi a Agenda 21, um conjunto de ações e políticas a serem implantadas por todos os países participantes da conferência, para promoverem uma nova política de desenvolvimento, pautada na responsabilidade ambiental. Anos mais tarde, com a discussão um pouco mais amadurecida, foi assinado o Protocolo de Kyoto (1997), que fixava metas específicas para a redução da emissão de gases poluentes causadores do efeito estufa. Trata-se aqui de dois marcos na nossa história ligados às questões do meio ambiente, que impulsionaram a criação de medidas mais ecológicas não só nas empresas, mas na vida das pessoas.

Seja qual for a necessidade, o ser humano é sempre impulsionado a pensar em uma inovação para supri-la. E uma das necessidades atuais está relacionada ao meio ambiente. O momento é de evoluirmos, darmos passos largos e acharmos soluções eficientes que causem menos impactos na natureza. Na área da reparação, isso significa preocupar-se com o descarte de peças, fluidos, reutilizar peças, reciclar. Ações que trarão benefícios diretos não só para o seu negócio, mas para a sociedade como um todo.

Se você nunca fez nenhuma ação neste sentido, deve estar se perguntando por onde começar. Você pode começar pensando no que há de mais simples nesse assunto: a coleta seletiva. Para tanto, contate empresas de reciclagem credenciadas e registradas por entidades reconhecidas para fazer o descarte de vidros e peças plásticas. Já na pintura, procure desenvolver um processo de reciclagem do solvente, reutilizando-o para limpeza, como lavagem de pistolas de pintura e de peças. Também pode ser adotado o processo de lixamento a seco e a pintura à base de água. Na mecânica, tenha um sistema de decantação de óleo (lavagem de peças e veículos, caixa de retenção de areia e óleo), realize o descarte adequado do líquido de arrefecimento e materiais contaminados. Não pare por aí, leve as ações para dentro do seu escritório e faça coleta seletiva de materiais recicláveis, como papéis.

Hoje, a certificação do IQA já estimula os proprietários a pensarem no destino final dos materiais descartados. No entanto, a partir deste ano, o Instituto passa a emitir, também, a certificação ambiental, que vai atestar processos ambientalmente mais sustentáveis. Antes disso, invista em processos que causam menos impactos e faça com que sua oficina também seja agente dessa evolução.

* José Palacio é auditor do IQA – Instituto da Qualidade Automotiva.
13/11/2009

Sustentabilidade

A HDS não efetua venda direta ao consumidor!
Top of page Top
Desenvolvido por iGRO